O polícia que matou o filho do ladrão

Esta 41 shots é uma das grandes canções do Boss, Springsteen. Mas esta sua eulogia do homem comum, não fanfarra mas apenas drama do homem comum, não é o Portugal de hoje. E não pode servir de quadro moral para o aqui agora. O país agora, por obra de um jornal, estremece com a história do polícia na miséria, condenado por matar um menor, quando disparou  sobre uns assaltantes em fuga. O cabecilha levara o filho ao assalto, decerto que em formação profissional. Desgraça, o miúdo morreu. Nem discuto, porque não sei, se o polícia actuou bem, se disparou quando deveria fazê-lo ou se esteve mal. Mas leio que foi condenado a pagar multa, vasta, ao pai ladrão, esse mesmo que conduziu o filho à morte.

Se esteve mal que seja condenado. E que pague, a qualquer associação. Mas nunca a um pai destes. Porque se é assim está tudo louco. Os dos tribunais, coisa da soberania. E nós, que os aceitamos.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s