A idade

E porque vem a propósito de um postal desta semana recoloco um outro postal que meti no velho ma-schamba por coincidência há exactamente dez anos [20.8.2006], referindo outro contexto social de categorizações etárias:

 

18 de Agosto de 2006, 19 horas e alguns minutos…Começo assim, deixando data e momento exacto, que a coisa assim o exige, aos quais junto o local, a esquina da 24 de Julho com a Nyerere, no semáforo fronteiro do Nautilus, “montra dos tugas” como tantos sorriem ou resmungam, que disso não me ocupo aqui.Paro ao sinal vermelho e logo, entre o passeio e o carro, acorrem duas pedintes, mães de bebés ao colo, e são as crianças na noite fria que me distraem enquanto lhes dou as parcas moedas (um pão a cada?). Estou nisso quando, súbito, uma voz me surpreende neste meu lado, mesmo junto a mim. Volto-me para esta outra janela no enfrentar o susto – uma velha mendiga, dizendo-me pausadamente “Estou a pedir ajuda, vovô…”. Olho-a devagar, decerto arregalado, espantado, e nem reajo ao pedido. Mas, ainda que nessa quietude, logo consciente do que está a acontecer. Uma leve buzina anuncia o sinal verde, e dali saio com vagares, algo trôpego, até sem nada ter dito ou dado à mulher. Sigo assim pela avenida, neste implacável caminho sem regresso. Desde esta minha primeira vez de “vovô”.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s