Menstruação tira vinho e não faz pão

1*PzpFIikh0hy6XodZMe-iSQ

Quem me conhece sabe bem o pavor que tenho por latrinas e não estranha o meu fraquinho pela WaterAid. Visito-lhes o site ocasionalmente e um destes dias deparei-me com este projecto de fotografia, que me fez lembrar um postal que escrevi no maschamba aqui há atrasado.

O meu postal referia-se ao Mali e estas fotos são do Nepal. Do Brasil vem este vídeo educativo. Comum a todos, os mitos discriminatórios.

Quando eu era jovem ouvia o não-laves-a-cabeça, o não-faças-ginástica; em África ouvi diversos tabus associados à menstruação, como fonte de doenças venéreas e maldições sortidas; nas nossas aldeias da Beira era o pão, ou os bolos, que não levedavam se tocados por mulher menstruada, ou a maionese que cortava, se o ambiente era urbano. Mitos que se perpetuam por gerações e que parecem espalhar-se por osmose de tão comuns que são em contextos tão diferentes. Comum a todos a discriminação da mulher no seu período de infertilidade, que nem incubadoras avariadas. Até quando? (suspiro, suspiro)

AL